terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Porque é preciso!


Antes que ontem se apague
Que hoje se esgote para sempre
Que seja amanhã por um dia…

Antes do virar das costas
Do avesso do querer
Do arremesso da mágoa…

Antes da dormência nos dedos
Da falência do peito
Do esvaziar da Alma…

Antes do começo de nada…
Depois do fim de tudo…
Abraço-me...

E resgata-se o desejo de viver!

3 comentários:

Eu disse...

Quer voltar a amar
Quer voltar a querer alguém,
Um querer de tanto querer
Abraçar, beijar, poder.
Um alguém que lhe dará prazer,
Um alguém que receberá prazer,
Que fará amortecer
As maiores quedas deste viver.
Quer voltar a amar
Quer voltar a ter e a dar
Um sentimento
Que poucos sabem expressar.
Quer voltar a encontrar
O que outrora já perdeu,
Que outrora alguém enlouqueceu.
Quer voltar a beijar,
Não só por beijar,
Cada poro de um corpo nu,
Cada bocado de um lábio,
Cada pedaço de alguém desnudado.
Quer acreditar que ter alguém
Não é se aprisionar,
Quer voltar a não fugir
Quando alguém usa o verbo amar
Não sei quem escreveu mas gostei

alguem disse...

ABRAÇO-TE!!

Miguel Barroso disse...

Isso é que é preciso: termo-nos!


Abraços d´ASSIMETRIA DO PERFEITO