terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Sempre... Como da Primeira Vez!


O Teu toque
Ao rasgar-me a pele…
Ao esculpir-me a carne…
Ao apertar-me as formas…

O meu abandono
Ao deleite dos Teus dedos…
Ao murmúrio da Tua voz…
Ao fogo do Teu desejo…

A nossa ânsia
No encontro das bocas…
Na oferenda dos corpos…
No gozo da paixão…

A nossa paz
Corpos saciados…
Olhos nos olhos…
Mãos enlaçadas…
Juras de amor…
Vidas refeitas…

Mais que Perfeitas!

9 comentários:

frAgMenTUS disse...

ó Babes, por acaso és a Fragmentos Intemporais? :)

Babes disse...

FRAGMENTUS:

CONHEÇO E GOSTO MUITO DO BLOG DE QUE FALAS...
MAS...
SEGURAMENTE QUE NÃO SOU EU!

PORQUÊ A PERGUNTA??

BEIJOS

Dois Rios disse...

Lindo Babes!

Um inventário de desejos sacramentados pelo amor.

Beijo,

Inês

Babes disse...

Obrigada Inês!

Lindo é o Teu sentir!!!

Gosto quando aqui vens!

Beijo

free_soul disse...

A primeira vez...normalmente boa!!!Mas mesmo que não tão boa como outras é sempre a primeira e isso faz dela uma coisa especial!!!
um beijo

frAgMenTUS disse...

pk me parceu, gosto de vos ler, são descobertas recentes e peço desculpa - não precisavas ter escrito em caps lock!
um bj

Babes disse...

Querida Frafmentus:

A letra maiúscula, foi apenas por acaso... Inadvertidamente carreguei em caps lock, e depois deixei ficar.
Desculpas?? Não tens que pedir!!
Até porque também gosto muito de ler fragmentos intemporais!

Reparei que voltaste... Fiquei feliz.

Gosto de te ler!!

Beijo em Ti

frAgMenTUS disse...

obrgda pelo alento e viva a poesia!
bj

BEL disse...

Vou fechar os olhos
Saborear cada palavra
Que escreveste
Porque a escrita
É para quem lê
E se maravilhar