quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Flor de Ti


Desabotoa-me o corpo,
Meu Amor
Como quem desfolha um “bemmequer”

Cheira-me o relento dos seios,
Meu Amor
Por onde escorrem gotas do orvalho do teu corpo

Passeia-te nas curvas do meu jardim,
Meu Amor
Onde cada “passo” teu é uma pétala

Faz-te abelha em Primavera,
Meu Amor
Sorve-me o pólen, prova-me o mel…

Saqueia-me
Meu Amor

Quero ser flor de Ti






Meu Amor

8 comentários:

Secreta disse...

E que fantástica flor serás.
:)

BEL disse...

És flor do amor
Com tanto pólen para dar
......Sabe bem o teu valor
Porque adora lá pousar

martinha disse...

Lindo

quem gosta assim!!
:))

fica bem
martinha

susaninha disse...

Um momento sublime, envolvente,sensual, desejado.
Que sejas flor, flor de ti...

Beijos

Dry Neres disse...

Ardente!
Doce!
Como pode conseguir estabelecer tão difícil junção?
Linda... Parabéns!
Amei, amei... encantada, estou!

Meus beijos.

Fragmentos Intemporais disse...

Palavras intensas e lindas...

Texto apaixonante...

Voltarei aqui certamente, e depressa...

Gostei, beijos mil... mil vezes intemporais!

Helena C de Araujo disse...

Divino! Fascinante inspiração!...
Um beijo!

Nuno de Sousa disse...

Puxa q tens textos... não os posso ler estou a trabalhar ihihihihi
Gostei de conhecer o que escreves e mto bem... bom estar aqui...
Tens um talento continua assim...
Bjs e um bom dia e semana para ti Babes :-)
Nuno