quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Ecos de vindouras memórias


Repetem-se os gestos no quotidiano da Alma
Que soltam a brisa nas manhãs de calma

Peregrinos são os sonhos, na dança do pensar
Perfeita é a planagem, a rasar o Mar

Salpicos de ondas no rosto da Vida
A devolver-lhe a carícia que julgava perdida

E entre a Esperança e o amanhecer
Um breve passo de dança
Uma pequena gota de querer

4 comentários:

frAgMenTUS disse...

q bonito...e ritmado...gostei mt!

martinha disse...

:)

olá
"Salpicos de ondas no rosto da Vida"

que lindooo ameiii

fica bem
martinha

susaninha disse...

E entre a Esperança e o amanhecer
Um breve passo de dança
Uma pequena gota de querer...

Gosto tanto do que escreves,onde te inspiras tu.

beijinhos

Secreta disse...

Fantástico jogo de palavras! Muito "vivo"! Adorei :)
Beijito.