segunda-feira, 27 de abril de 2009

(Re)Encontros...

Olhos pousados no azul imenso do Mar,
Perdidos em lembranças, achados em desejos…
Ao longe, com três mastros e todas as velas recolhidas
Um barco dança com a maré, num “pas de deux” que só eu vejo
Farrapos de brancas Nuvens brincam às escondidas com o Sol…
Aqui… bem mais perto, a brisa sacode um tapete de Malmequeres
Levando-lhes ínfimas partes de vida, que atapetarão outros espaços…
Uma saudosa e inebriante sensação entra no carro e senta-se a meu lado.
Damos as mãos…
Fecho os olhos por instantes, e respiro fundo…
Reabro o livro que havia pousado, e retomo a leitura… em paz!

É a Vida a acontecer…
Lá fora…
Cá dentro…

5 comentários:

susaninha disse...

São sensações que vão acontecendo a cada instante da vida, que por vezes com tantas ocupações do dia a dia nem nos apercebemos de como são belas; maravilhosas...

Que um anjo te ilumine
Beijinho

Exploradora disse...

Está lindissimo.

Realmente demonstra a sensação de paz e tranquilidade que tem o seu coração. Desfrute-a bem!

Beijos com saudades imensas.

BEL disse...

Sentada a ler à beira mar
melhor é dificil imaginar

Beijos
Bel

Secreta disse...

A vida acontece em todo o lado , desde que deixemos.
Beijito.

frAgMenTUS disse...

adorei esse final e o modo como redigiste, graficamente, as últimas 3 frases pois tive a sensação de 'respirar' com elas, como se tivesse de repente entrado, e acompanhado, o teu pulsar.

belíssimo texto. foi em s.pedro? :)

é bom ter insónia e ler algo tão aprazível como o teu blog. grata, kida poetisa e amiga! bjs grnds

namastê