quarta-feira, 20 de maio de 2009

Vem-Ser

Foto by Babes


A frescura desta manhã de quase sol
O cheiro da maresia, a luz do meu farol
O azul de um céu que chama o Verão
O abraço que aniquila a solidão

A metade de mim que é a mais bela
Os lírios que espreitam à janela
O sol que se descalça de manhã
Minha história de amor, meu Peter Pan

Minha vaga, minha chuva, meu amante
Minha estrela polar, vento levante
Minha esperança, minha luz, minha quimera
Meu cristal de quartzo, mundo-esfera

Minha lua, minha tela de Rembrandt
Meu horizonte na orla da manhã
Meu azul, meu sal, minhas marés
Porque o meu destino… Já Tu és!

2 comentários:

frAgMenTUS disse...

Querida Babes, quando o destino está nas mãos de um Peter Pan sentimos simultaneamente a alegria de compartilhar de um mundo + naif, puro e espontâneo mas, tb, o peso de não se verem assumidas as responsabilidades de adulto.
A Terra do Nunca deve traduzir nunca o ódio, o afastamento dúbio, a resignação, mas sim o 'nunca deixes de amar quem verdadeiramente amas!'.
Vem-Ser é uma proposta, ou desafio, à existência autêntica do amor: q seja, q se concretize!!!E eu sorrío por ti. :)
Bjo grnd luz e paz

CA disse...

Olá!
Cheguei até aqui através do "Ondulações da Alma" e como gostei de chegar...
Textos lindos, maravilhosos que nos fazem sonhar, pensar, .....
Parabéns pelo magnifico sentido de existência.
CA